Sim, você não leu errado, jogar vídeo games pode SIM te deixar mais inteligente.

Todos nós já estamos cansados de ouvir todos os malefícios que os videogames trazem, e geralmente tudo isto é dito por pessoas mais velhas, sem embasamento nenhum. Vamos dar uma olhada em algumas pesquisas que não apenas indicam que os jogos podem torná-lo mais inteligente, mas também quebram alguns estereótipos.

Com o surgimento dos videogames na cultura moderna, e as pessoas cada vez mais o utilizando, pesquisadores e psicólogos observaram de perto o impacto que o jogo pode ter nas pessoas em uma infinidade de situações. Numerosos experimentos foram feitos nos últimos anos, muitos dos quais tiram conclusões que o jogo pode aumentar a função cerebral, habilidades de resolução de problemas, raciocínio espacial, memória, atenção, planejamento estratégico e até mesmo habilidades sociais, entre outros. Atenção ao fato de que não somos nós, gamers assumidos do periféricos gamers, quem estamos dizendo isto, mas pesquisadores de verdade.

Entretanto, com tantos gêneros diferentes não podemos simplesmente falar o “videogame”. Assim sendo, os pesquisadores concentraram seus estudos em diferentes gêneros e como eles afetam os gamers no geral. O intuito deste artigo é exatamente este, trazer os benefícios de diferentes tipos de jogos.Mas o “videogame” é um termo amplo – com tantos tipos diferentes de jogos, os pesquisadores concentraram seus estudos para ver como os diferentes gêneros afetam os jogadores. Vamos dar uma olhada nos benefícios de vários tipos de jogos.

Puzzle e Platformers

O que eles melhoram: Função cerebral, QI.

Braid - Jogar videogames pode te deixar mais inteligente
Se você ainda não conhece, então corra para baixar o jogo “Braid”, e morra de raiva tentando resolver os puzzles

Estes jogos são destinados a dar a sua mente um treino. Jogos de quebra-cabeças como Brain Age, Braid, ou Angry Birds, os quais usam resolução de problemas, memória, raciocínio espacial e atenção aos detalhes, podem aumentar a função cerebral e o QI , bem como retardar o processo de envelhecimento do cérebro. Mas alguns jogos não deixam tão óbvio que os jogadores estão flexionando essas habilidades, tais quais The Legend of Zelda e Mario Bros. Estas franquias são bem conhecidas por apresentar quebra-cabeças que você é obrigado a resolver para avançar para a próxima área ou desbloquear algum item especial. Além disso, os aspectos da plataforma (saltar de um lugar para outro, evitar projéteis, mover-se em torno de obstáculos, etc.) de alguns jogos também podem melhorar as habilidades motoras e o tempo de reação.

Jogos de interpretação de papéis (RPGs)

O que eles melhoram: Resolução de problemas, estratégia, lógica, raciocínio.

The Witcher 3 - Jogar videogames pode te deixar mais inteligente
Em muitos jogos do gênero você é obrigado a tomar decisões que alteram todo o curso da história

Mass Effect , The Elder Scrolls e Final Fantasy são apenas algumas das famosas franquias que são RPGs, jogos em que o jogador assume o papel de personagem. Normalmente, os RPGs concentram-se nas escolhas orientadas pelos jogadores, nas opções de diálogo e nas consequências das ações dos jogadores. Em essência, os RPGs são muito mais customizáveis ​​do que outros jogos, e em alguns suas ações determinam todo o curso da história, o que leva a experiências únicas. Embora muitos elementos cognitivos sejam utilizados durante esses jogos, os mais prevalentes são a resolução de problemas, a estratégia e o raciocínio. Socialmente, os jogadores podem exercitar sua empatia e ética, já que muitas vezes enfrentam escolhas moralmente difíceis que podem ter consequências persistentes, habilidades estas que podem ser levadas para o “mundo real”.

Estratégia em Tempo Real (RTS)

O que eles melhoram: Planejamento, Multitarefa, Priorização.

Starcraft - Jogar videogames pode te deixar mais inteligente
Algumas horinhas diárias de Starcraft podem realmente te fazer bem

Liderados pelo Dr. Brian Glass, pesquisadores da Universidade Queen Mary de Londres e da University College of London estudaram os efeitos dos jogos de estratégia em tempo real sobre as capacidades de resolução de problemas. Os pesquisadores estavam particularmente interessados ​​em medir as dimensões da flexibilidade cognitiva que definiam como:

  • A capacidade de se adaptar e mentalmente “mudar de marcha” para novas tarefas;
  • A capacidade de processar muitas ideias diferentes e alternativas para resolver problemas.

Na economia atual, os solucionadores de problemas são mais valorizados do que nunca, o que torna a pesquisa sobre flexibilidade cognitiva particularmente importante.

Seu experimento envolveu 72 sujeitos que foram divididos em três grupos:

  • O grupo 1 jogou uma versão fácil de Star Craft;
  • Grupo 2 jogou uma versão mais complexa de Star Craft;
  • O Grupo 3 jogou The Sims, o que exigiu pouca ou nenhuma demanda em memória ou processos de pensamento tático.

Todos os participantes jogaram por 40 horas durante 6 a 8 semanas. Os sujeitos que jogaram Star Craft exibiram depois muito mais velocidade e agilidade mental em comparação com aqueles que jogaram The Sims. E esses efeitos foram aprimorados para o grupo que jogou a versão mais difícil do Star Craft.

Tipos específicos de jogos aprimoram diferentes habilidades mentais

games - Jogar videogames pode te deixar mais inteligente
Diferentes gêneros = Diferentes habilidades

Um experimento conduzido por Adam Chie-Ming Oei e Michael Donald Patterson, da Universidade Técnica de Nanyang, em Cingapura, estudou diferentes tipos de jogos e seus impactos positivos em diferentes tipos de habilidades cognitivas.

Este estudo envolveu os participantes que foram obrigados a jogar um jogo atribuído por uma hora por dia, cinco dias por semana durante um mês inteiro. Houve três tipos de jogos:

  • Simulações de vida (por exemplo, The Sims);
  • Jogos de correspondência de objetos (por exemplo, Bejeweled);
  • Jogos de ação / encontrar objetos escondidos (por exemplo, Hidden Expedition).

Após o experimento, os sujeitos mostraram melhor desempenho em tarefas de habilidades cognitivas como resultado desses exercícios de jogo. Os pesquisadores foram capazes de identificar as habilidades que melhoraram dentro de cada uma das categorias de jogos que eles estudaram.

As habilidades de pesquisa visual foram aprimoradas por meio de jogos que exigiam recursos de memória espacial e de correspondência. A capacidade de rastrear vários objetos melhorou através de jogos de ação.

Levando as habilidades do videogame para a sala de aula

Como os jogadores podem aproveitar suas habilidades de jogo e aplicá-las no ambiente escolar? Bem, se a sua memória é mais nítida graças à escolha de padrões enquanto caçava tesouros em Uncharted, coloque-a em prática memorizando definições de palavras. Se a sua atenção aos detalhes foi impulsionada pela solução de crimes em Phoenix Wright: Ace Attorney, você pode trabalhar para ver como pequenas peças podem ter grandes efeitos no todo em química ou biologia. As probabilidades são de que a maioria dos efeitos do jogo será subconsciente, mas no longo prazo eles podem aparecer nas suas notas.

De fato, com toda a pesquisa feita sobre a vinculação de videogames ser positiva para acadêmicos, algumas pessoas estão indo tão longe quanto rearranjando a configuração tradicional da escola em favor de uma abordagem baseada em jogos. Em algumas escolas de Nova York os jogos especializados são trazidos para a sala de aula, a fim de ensinar aos alunos várias lições enquanto os mantêm envolvidos. Além do estilo de aprendizado digital, a escala de notas também muda, trocando as típicas As, Bs e Cs, por títulos como expert, aprendiz e novato. Com testes conhecidos como Boss Battles, as crianças estão mais concentradas e ansiosas para aprender. Os alunos destas escolas superaram de fato seus pares de escolas tradicionais em inglês e matemática.

Mesmo em escolas mais padronizadas, os professores estão implementando jogos em seus planos de aula. Minecraft é um favorito entre os educadores, que dizem que o jogo ensina jovens estudantes habilidades de leitura, a importância da cooperação, como resolver problemas e amplia seu pensamento crítico.

Minecraft na sala de aula - Jogar videogames pode te deixar mais inteligente
O Minecraft já começa a ser levado para a sala de aula

Além disso, os videogames podem ser de grande ajuda para aqueles que têm mais dificuldade na escola. Os terapeutas podem usar jogos para ajudar os alunos com TDAH , depressão ou ansiedade a gerenciar seus sintomas e ter um melhor desempenho na sala de aula.

Sim, os videogames realmente ajudam!

Com todos os benefícios que vimos, ainda devemos mencionar os aspectos negativos que podem surgir nos jogos. Como acontece com qualquer atividade, se gastar muito tempo com ela em vez de estudar, isso pode ser prejudicial para a vida escolar e social. Mas, se o equilíbrio certo é alcançado entre o jogo e o trabalho, os videogames podem ter efeitos positivos nos acadêmicos e na vida cotidiana.

Tá esperando o que pra enviar este artigo para todos aqueles parentes chatos que insistem em criticar seus jogos? Já tá na hora deles entenderem que os videogames podem fazer mais bem do que mal!